Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Milton Cruz pode mexer no time do São Paulo para o clássico

Auxiliar dirigirá o time contra o Corinthians no Pacaembu e garante que todos estão 'com a cabeça boa'

Gabriel Navajas, Jornal da Tarde

20 de junho de 2009 | 13h31

Com a troca de técnico no São Paulo - sai Muricy Ramalho, entra Ricardo Gomes -, e como o novo comandante só chega ao Brasil, vindo da França, na semana que vem, o auxiliar técnico Milton Cruz é quem dirigirá o time no clássico deste domingo, às 18h30 contra o Corinthians (com transmissão online do estadao.com.br e ao vivo na rádio Eldorado/ESPN).

Veja também:

linkRicardo Gomes é o novo técnico do São Paulo

linkMuricy Ramalho se despede e fala em viajar

linkMuricy saiu porque 'é assim mesmo no futebol'

forum VOTE: Ricardo Gomes terá sucesso no São Paulo?

forum VOTE: São Paulo acerta ao demitir Muricy Ramalho?

especialVisite o canal especial do Brasileirão

especialJogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Como não teve tempo para trabalhar com os jogadores, pois foi avisado da mudança na noite da sexta, é certo de que manterá a base que vinha jogando. No treino da manhã deste sábado, no CCT da Barra Funda, ele não deu pistas de quem jogará, pois realizou apenas um treino leve.

Ele conta que o trabalho a ser feito, neste momento, é mais psicológico. "A cabeça [dos jogadores] está boa fico triste mas futebol é assim. Esperamos muitas dificuldades contra o Corinthians, mas os jogadores estão confiantes. É clássico, jogo que todo mundo gosta de aparecer. Esperamos a vitória para dar um impulso para brigar pelo Brasileirão", diz Cruz.

O possível time titular para a partida no Estádio do Pacaembu:  Denis; André Dias, Jean Roth e Renato Silva; Arouca, Eduardo Costa, Jean, Marlos e Jorge Wagner; Dagoberto e Borges. Zé Luís, que sofreu com dores na panturrilha direita - sentida contra o Cruzeiro - está liberado, mas deverá ficar no banco de reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.