Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Wilton Junior/ Estadão
Wilton Junior/ Estadão

Milton Mendes diz que derrota 'não é eterna' e admite que Vasco precisa melhorar

Técnico avalia que faltou tranquilidade durante a partida contra o Fluminense

Estadao Conteudo

23 de abril de 2017 | 12h06

O técnico Milton Mendes tentou tirar o peso da expressiva derrota, por 3 a 0, sofrida pelo Vasco na noite de sábado, no Maracanã, para o Fluminense, que eliminou a sua equipe nas semifinais do Campeonato Carioca. O treinador avaliou que faltou tranquilidade aos seus jogadores no clássico e apontou que a expulsão de Douglas atrapalhou a tentativa de reação.

"Faltou um pouquinho de calma. Entramos um pouco ansiosos. Eles começaram melhor no jogo. Tivemos uma boa chance com Nenê, mas o goleiro defendeu. No segundo tempo, levamos um gol logo no início de bola parada. Eu tentei arriscar, mas tivemos um jogador expulso. Meus atletas e eu tentamos de tudo. O bom da derrota é que ela não é eterna. Vamos começar a pensar no Brasileiro", analisou.

A queda nas semifinais do Carioca fará o Vasco ter quase um mês sem compromissos por competições oficiais, pois o próximo jogo está agendado para 14 de maio, diante do Palmeiras, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Milton Mendes quer aproveitar o período para realizar uma intertemporada e melhorar o nível da equipe, que ele admitiu ainda não ser o "ideal".

"O nível do time ainda não está ideal em alguns pontos. Quero parabenizar jogadores pela entrega e determinação com um homem a menos na partida de hoje. O nosso torcedor sabe disso e não vaiou. Temos que tirar as lições devidas desse jogo. Vamos analisar a possibilidade de fazer uma intertemporada durante esse tempo e melhorar a equipe em vários aspectos", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.