Mineiro chega, treina e diz que vai lutar por seu espaço

O volante Mineiro disse nesta sexta-feira que a oportunidade de disputar a Copa do Mundo é o ponto mais alto de sua carreira, e que espera não ser um simples reserva na seleção brasileira. "Vou lutar por meu espaço, obviamente respeitando meus companheiros. Não é meu objetivo passar por cima de ninguém, mas fazer parte do grupo e ajudar o Brasil a conquistar mais um título", afirmou o jogador, que chegou nesta sexta-feira a Weggis, onde a equipe se concentra até domingo, na primeira parte da preparação para a Copa do Mundo.Mineiro não teve folga. Ele chegou ao Estádio Thermoplan, no meio do treino técnico que era comandado pelo técnico Carlos Alberto Parreira, cumprimentou os colegas e, minutos depois, já estava em campo de tênis e agasalho para fazer exercícios físicos com o preparador Moraci Sant´Anna.Depois, durante entrevista coletiva, ele disse que se sente privilegiado por se consolidar na seleção depois dos 30 anos. "Sei que isso é raro no futebol brasileiro, mas as coisas aconteceram no momento certo. Deus me abriu as portas, e estou feliz por chegar aonde cheguei", disse o jogador.Ele reafirmou que já não esperava disputar a Copa, e que havia até feito planos de viajar com a família. "Foi uma surpresa grande quando eu soube que havia sido chamado. Fiquei muito feliz, mas ao mesmo tempo chateado por causa do Edmílson. Mas a vida é assim, vêm as oportunidades e você tem que estar preparado e saber aproveitar", explicou o jogador.Mineiro não chegou a participar das atividades do treino tático comandado por Parreira, em que o técnico ensaiou várias jogadas. Numa delas, os laterais recebiam lançamento em profundidade e cruzavam para a finalização dos atacantes, de primeira ou depois de dominar a bola. Em outra, dois atacantes tabelavam num espaço estreito contra apenas um zagueiro, antes de finalizar ao gol.Neste sábado, a partir das 11h45 (de Brasília), Parreira comanda o último treino da seleção em Weggis. A equipe viaja na seqüência para Genebra, onde enfrenta no domingo a Nova Zelândia. Logo depois do amistoso, o último antes da Copa, a seleção viaja para Königstein, na Alemanha, onde realiza a etapa final de preparação para a estréia, dia 13, contra a Croácia, em Berlim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.