Mineiro vai à Alemanha e deve dar adeus ao São Paulo

Mineiro está fora do São Paulo. A esperança da diretoria são-paulina de tê-lo em 2007 foi por água abaixo nesta segunda-feira à noite, depois que o jogador informou que estava de viagem marcada para a Europa. Por volta das 22h30, ele embarcou para a Alemanha, sem revelar o nome do clube com quem está negociando. Nuremberg e Bayer Leverkusen são os preferidos.?Eu aprendi a ser são-paulino. É um clube que tenho muito carinho; fiz muitos amigos. Conversei com o presidente Juvenal e ele disse que as portas estão abertas?, afirmou o volante, em entrevista à Jovem Pan, antes de avisar sobre a viagem. ?Já me colocaram em vários lugares, mas ainda não existe definição?, desconversou.Segundo o empresário Oliveira Júnior, ?uma proposta milionária?, de última hora, teria mudado o rumo da carreira de Mineiro, que parecia próximo de um retorno ao Morumbi. Até a camisa 7, que usou durante os dois anos que defendeu o São Paulo, estava reservada. Agora, será repassada para o primeiro reforço que a diretoria conseguir contratar para o meio-de-campo.Na cabeça de Mineiro, a tradição do clube, lá fora, pouco importava, o que ele queria era a tão sonhada ?independência financeira.? A mesma que levou o zagueiro Fabão e o meia Danilo para o Kashima Antlers, do Japão.?Parece que ele está indo mesmo, mas não tenho certeza ainda?, disse Muricy Ramalho, atordoado com a notícia. ?Essa saída do Mineiro, a ida do Fábio Santos para a França... Agora ficou complicado. Vamos ver o que podemos fazer daqui para frente.?Infelizmente é muito difícil achar um atleta na América do Sul que saiba marcar e também tenha qualidade para jogar. Normalmente, eles só sabem marcar?, emendou Muricy.Apesar da esperança da diretoria, o silêncio de Mineiro sempre incomodou. Desde que fez seu último jogo pelo São Paulo, contra o Cruzeiro, dia 26 de novembro, ele nunca mais deu entrevistas. Fez de tudo para fugir do assédio para não ser pressionado antes do fim do prazo de transferências para a Europa, nesta quarta. Quando resolveu falar, foi para se despedir de vez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.