Tasso Marcelo/Estadão
Tasso Marcelo/Estadão

Ministério do Esporte rebate declarações de Blatter

Pasta chefiada pelo ministro Aldo Rebelo lembrou que o Brasil é um 'país democrático'

AE, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 16h18

BRASÍLIA - O Ministério do Esporte rebateu nesta quinta-feira as declarações do presidente da Fifa, Joseph Blatter, que disse no dia anterior que o Brasil pode ter sido a escolha errada para receber a Copa do Mundo de 2014. O dirigente suíço fez a avaliação por causa das manifestações que tomaram conta das principais cidades brasileiras, no mês passado, durante a disputa da Copa das Confederações.

"Se acontecer de novo (as manifestações no Brasil em 2014), temos que nos questionar se tomamos a decisão errada ao ceder os direitos de receber a Copa", declarou Blatter, em entrevista à agência de notícias alemã DPA, lembrando que os protestos durante o mês de junho chegaram a atingir a Fifa - veículos que serviam à entidade foram atacados e os estádios foram um dos alvos dos manifestantes.

Blatter chegou a dizer, na entrevista de quarta-feira, que as manifestações no Brasil causaram preocupação e revelou que terá uma reunião com a presidente Dilma Rousseff, em setembro, para discutir "o tema da instabilidade". "Para mim, estes protestos soam como alarmes para o governo, para o Senado, o Congresso. Eles devem trabalhar nisso para evitar novos protestos", afirmou o dirigente suíço.

Nesta quinta-feira, o Ministério do Esporte divulgou uma nota oficial para comentar o caso. No documento, a pasta chefiada pelo ministro Aldo Rebelo lembra que o Brasil é um "país democrático", o que justifica as manifestações populares, e cita o "sucesso da Copa das Confederações" para comprovar que o País foi uma escolha acertada para receber a Copa do Mundo de 2014.

"O sucesso da Copa das Confederações comprova o acerto da escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo. Quanto às manifestações, o Brasil é um país democrático, que garante aos seus cidadãos plena liberdade de expressão", diz a íntegra da nota do Ministério do Esporte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.