Arquivo/AE
Arquivo/AE

Ministério Público veta nove estádios para o Paulistão

Os locais reprovados fazem parte dos 20 programados para abrigar partidas do campeonato estadual

AE, Agencia Estado

14 de janeiro de 2010 | 15h44

O Ministério Público de São Paulo anunciou nesta quinta-feira que enviou uma carta para a Federação Paulista de Futebol (FPF), informando que nove estádios do Estado tiveram sua utilização vetada para o Paulistão de 2010, que começa neste sábado.  

 

Veja também:

linkFPF altera local de três jogos

tabela Tabela de jogos do Paulistão

Os locais foram reprovados após a entidade que dirige o futebol paulista receber laudos enviados pela Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil.

Os nove estádios vetados são os seguintes: Décio Vitta (Americana), Atlético Monte Azul (Monte Azul Paulista), Augusto Schimidt Filho (Rio Claro), Novelli Júnior (Itu), Frederico Dalmazo (Sertãozinho), Canindé (São Paulo), Nabi Abi Chedid (Bragança Paulista), Hildenor Semeghini (Itápolis) e Santa Cruz (Ribeirão Preto).

Os locais reprovados fazem parte dos 20 programados para abrigar partidas do Paulistão, sendo que o Estádio João Paulo II, do Mogi Mirim, também foi proibido de receber partidas da competição. A proibição se deve ao fato de a FPF não ter recebido os laudos do clube e repassado os mesmos ao Ministério Público para que o campo pudesse ser liberado.

Com o veto imposto pelo Ministério Público de São Paulo, apenas os seguintes estádios estão liberados para abrigar partidas do Paulistão: Morumbi, Pacaembu, Palestra Itália, os três de São Paulo, Vila Belmiro (Santos), Anacleto Campanella (São Caetano do Sul), Bruno José Daniel (Santo André), Jaime Cintra (Jundiaí), Eduardo José Farah (Presidente Prudente), Moisés Lucarelli (Campinas) e José Maria Campos Maia (Mirassol).

Apesar disso, todos estes estádios que poderão receber jogos foram aprovados com restrições e terão de se adequar à exigências para continuar sendo utilizados.

Três dos nove estádios vetados estavam programados para servir de palco para partidas que abrirão o Paulistão de 2010 neste sábado. São eles: Augusto Schimidt Filho, no duelo entre Rio Claro e Botafogo; Novelli Júnior (Ituano x Mirassol) e Nabi Abi Chedid (Bragantino x Oeste). Já outros dois locais vetados abrigariam confrontos no domingo: Frederico Dalmazo (Sertãozinho x Barueri) e Santa Cruz (Monte Azul x Corinthians).

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero, afirmou nesta quinta-feira à tarde, em entrevista ao SporTV, que nenhuma partida será adiada pelo veto dos estádios. O dirigente disse que serão designados novos locais para os confrontos no caso de os respectivos estádios vetados não conseguirem liberação para serem usados até esta sexta-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.