Ministro alemão tenta tranqüilizar torcedores estrangeiros

Devido às ameaças de grupos neonazistas, o ministro do Interior da Alemanha, Wolfgang Schäuble, tratou de tranqüilizar os torcedores estrangeiros que irão acompanhar a Copa do Mundo ao declarar neste sábado "que a maioria da sociedade (local) é enormemente amável e que acolherá bem todo mundo".Várias agressões de caráter racista atraíram a atenção dos meios de comunicação nas últimas semanas, uma vez que o país irá receber cerca de 1 milhão de torcedores durante o Mundial, que começa na próxima sexta-feira no jogo entre os donos da casa e a Costa Rica, em Munique.Por causa da grande atenção que o evento irá receber da mídia mundial, os movimentos neonazistas querem aproveitar a presença da seleção do Irã para mostrar apoio as declarações anti-semitas do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad."Os neonazistas são uma pequena minoria lamentável, não daremos a eles a oportunidade de manchar o espírito do Mundial", assegurou Schäuble, pedindo à imprensa para não dar atenção aos manifestantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.