Bernadett Szabo/Reuters
Bernadett Szabo/Reuters

Ministro da Baviera pede para torcedores do Bayern não irem para final em Budapeste

Equipe de Munique enfrenta o Sevilla na quinta-feira, na disputa da Supercopa da Europa

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2020 | 12h33

Markus Soeder, ministro da Baviera, pediu, nesta segunda-feira, que os trocedores do Bayern de Munique não viajem para Budapeste, na Hungria, onde o atual campeão da Liga dos Campeões vai enfrentar o Sevilla, campeão da Liga Europa, quinta-feira, na disputa da Supercopa da Europa.

"Meu estômago dói quando penso na Supercopa. Budapeste é uma área de risco. Temos que ter muito cuidado para não arriscar e transformar em um Ischgl do futebol", disse o político, referindo-se às milhares de pessoas infectadas com a covid-19 no início do ano na estância austríaca de Ischgl durante uma competição de esqui.

A preocupação de Soeder é com o aumento de casos na capital húngara nos últimos dias. Ele sugeriu para que os torcedores bávaros que viajarem para Budapeste ficassem de quarentena, quando retornarem à Alemanha. Uma decisão para tornar os protocolos de segurança mais rígidos será tomada nesta terça-feira. "Meu apelo seria pensar sobre isso novamente e ver se é realmente necessário", disse Soeder. "A Supercopa é um jogo emocionante, mas não é o jogo mais decisivo para todos."

Para este jogo, o Bayern, que estreou na temporada 2020/2021 do Campeonato Alemão com uma histórica goleada, por 8 a 0, sobre o Schalke 04, voltou aos treinamentos, nesta segunda-feira, sem a presença do artilheiro Robert Lewandowski, que apresentou um problema físico não especificado pelo departamento médico do clube. Apesar da ausência nas atividades, o astro deve atuar na quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.