Ministro diz que obras para Copa de 2014 avançam dentro do prazo previsto

Declaração de Wagner Bittencourt contradiz relatório do Ipea, que gerou alerta para os aeroportos

EFE

15 de abril de 2011 | 14h25

BRASÍLIA - O ministro Wagner Bittencourt de Oliveira, da Secretaria de Aviação Civil, contradisse nesta sexta-feira um relatório oficial que identifica demoras nas obras aeroportuárias necessárias para a Copa do Mundo de 2014 e garantiu que tudo está "dentro do cronograma previsto".

Bittencourt participou nesta sexta de uma reunião com outros ministros e autoridades do setor aéreo, em que foi discutida a publicação, nesta quinta-feira, de um relatório do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que aponta que as obras necessárias em nove dos 13 aeroportos vinculados ao Mundial não serão terminadas a tempo.

Apesar da contundência do estudo do Ipea, Bittencourt afirmou que o Governo considera que "as obras estão dentro do cronograma adequado para atender as demandas do Mundial".

No entanto, o ministro explicou que durante a reunião desta sexta, foram discutidas "estratégias para acelerar as obras", mas esclareceu que não foi adotada nenhuma decisão.

Um dos grandes projetos apresentados pelo Brasil para a Copa do 2014 já foi totalmente descartada, pelo menos em relação a sua utilidade para a competição. Trata-se do trem-bala Rio-São Paulo, cujas obras ainda não foram sequer licitadas e que talvez não estejam prontas sequer para os Jogos Olímpicos de 2016.

Veja também:

linkCorinthians e Petrobrás: acordo por estádio

linkFifa confirma novo patrocinador para a Copa 2014

som ESTADÃO ESPN - Reformas para Copa terão de ser na base do improviso, analisa Fernando Dantas

som ESTADÃO ESPN - Corinthians poupa titulares na rodada final do Paulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.