Andrea Comas/Reuters<br>
Andrea Comas/Reuters<br>

Miranda admite má fase da defesa do Atlético de Madrid na temporada

Mesmo dizendo que saída de Filipe Luís prejudicou, brasileiro alerta que zaga está trabalhando depois de tomar cinco gols em dois jogos

Estadão Conteúdo

22 Setembro 2014 | 11h25

Miranda e Godin formaram, na temporada passada, a melhor dupla de zaga do mundo. Não só pelo poderio ofensivo, decisivo no título espanhol e no vice da Liga dos Campeões, mas também pelo baixo número de gols sofridos. Neste início de temporada, eles seguem resolvendo na frente, mas a qualidade na defesa diminuiu.

Só nos últimos dois jogo foram cinco gols sofridos - na quarta levou 3 a 2 do Olympiacos pela Liga dos Campeões. Já contra o Celta, sábado, pelo Espanhol, o rival abriu o placar em uma falha de Godin e empatou em 2 a 2 em um pênalti cometido por Miranda. Cada um dos zagueiros fez um dos gols do time madrilenho em casa.

"Não é normal tomar cinco gols em dois jogos, mas estamos trabalhando, vamos corrigir o que fizemos mal estes dois jogos e, provavelmente, não vai acontecer de novo", disse o zagueiro da seleção brasileira, nesta segunda-feira.

Miranda culpa a má fase da defesa pela mudanças no time. A zaga continua quase a mesma da temporada passada (o lateral-direito Juanfran segue, mas Filipe Luis saiu), mas o restante da equipe sofreu muitas transformações. "Nos afeta porque a equipe defende desde os atacantes até os zagueiros. Quando se muda perde um pouco a sintonia. É normal que quando saem muitos jogadores demora a se adaptar", avaliou Miranda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.