Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Miranda diz que é 'dar continuidade ao trabalho' até a Copa do Mundo

Segundo o zagueiro, boa campanha nas Eliminatórias não pode fazer o Brasil relaxar

Almir Leite, Ciro Campos e Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2017 | 07h00

O zagueiro Miranda entende que o melhor que a seleção brasileira tem a fazer a partir de agora, e até a Copa da Rússia, é dar continuidade ao bom trabalho que tem sido feito. Depois de a equipe encerrar as Eliminatórias Sul-Americanas em primeiro lugar, com 17 partidas de invencibilidade (as 12 últimas sob o comando de Tite) e com moral elevada, agora é preciso evoluir.

+  Gabriel Jesus vibra com noite inesquecível em sua 'casa' 

+ Paulinho celebra volta por cima como vice-artilheiro da seleção

"Precisamos dar continuidade ao trabalho. A seleção brasileira é forte, com grandes virtudes defensivas, tem um técnico formidável'', disse o jogador da Inter de Milão. "A melhor maneira de chegar forte ao Mundial é continuar esse trabalho.''

Uma das vantagens da seleção brasileira nessa arrancada nas Eliminatórias foi recuperar o respeito, na visão de Miranda. Para ele, graças ao trabalho que foi feito, o Brasil voltou a figurar no lugar que tem direito no futebol mundial.

Pensando em Copa do Mundo, o jogador considera bastante positivo o fato de o Brasil ter eliminado o Chile na partida desta terça-feira à noite no Allianz Parque. "Fui um jogo complicado, a gente sabia que o Chile iria tentar segurar, mas a seleção ganhou da equipe bicampeã sul-americana, a melhor geração do Chile e eliminou um grande adversário.'''

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.