Miranda será o capitão da seleção no jogo com o Uruguai

Tite tem promovido um rodízio no posto desde que assumiu a equipe

Ciro Campos, enviado especial a Montevidéu, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2017 | 18h58

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou nesta quarta-feira que o zagueiro Miranda será o capitão da seleção no jogo de quinta com o Uruguai, em Montevidéu, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

O defensor vai carregar a faixa pela segunda vez desde a chegada do técnico Tite ao cargo. A primeira vez em que o jogador ocupou o posto foi na estreia do treinador, em agosto do ano passado, contra o Equador.

Miranda tem 32 anos, foi revelado pelo Coritiba e atualmente joga na Inter de Milão. O defensor tem 50 convocações, 37 jogos e um gol marcado pela seleção brasileira. Titular também sob o comando de Dunga, ele foi chamado pela primeira vez para a equipe em 2009, ano em que conquistou com o elenco a Copa das Confederações, na África do Sul.

Assim como fez no Corinthians, Tite tem realizado um rodízio de capitães na seleção brasileira. O primeiro a receber a braçadeira foi Miranda, seguido de Daniel Alves, o escolhido tanto na partida seguinte, contra a Colômbia, em Manaus, como no jogo com a Argentina, no Mineirão. O meia Renato Augusto foi o capitão diante da Bolívia, em Natal, Filipe Luís ganhou a faixa diante da Venezuela, em Mérida, e no último encontro pelas Eliminatórias, foi a vez de Fernandinho contra o Peru, em Lima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.