Marcos Freitas/Mirassol
Marcos Freitas/Mirassol

Mirassol e Botafogo empatam e seguem ameaçados de rebaixamento no Paulistão

Equipes ficam no empate por 1 a 1 no estádio José Maria de Campos

Redação, Estadão Conteúdo

17 de março de 2019 | 21h42

A definição das situações de Mirassol e Botafogo de Ribeirão Preto no Campeonato Paulista vai ficar para a última rodada da primeira fase. Em confronto direto na luta contra o rebaixamento, os dois se enfrentaram no estádio José Maria de Campos na noite deste domingo e ficaram no empate por 1 a 1, pela 11.ª e penúltima rodada.

Com o resultado, ambos continuam ameaçados. O cenário mais desfavorável é o do Botafogo, que está em 14.º lugar, com oito pontos, apenas um a mais que o São Caetano, primeiro clube dentro da zona de rebaixamento. Na rodada final, o time de Ribeirão Preto vai receber o já classificado Santos no estádio Santa Cruz, às 21h30, na quarta-feira.

O Mirassol, por sua vez, está logo acima dos botafoguenses, em 13º, com dez pontos. O duelo decisivo também será às 21h30 da quarta-feira, na Arena Barueri, onde visitará o Oeste. Com o São Bento, com quatro pontos, e já rebaixado, também correm risco de queda o São Caetano, com sete, e o Bragantino, com dez.

Em casa, o Mirassol entrou em campo muito ligado e soube levar perigo ao gol adversário desde os primeiros momentos, tanto que não demorou a abrir o placar. Com seis minutos, Alex Ruan fez um belo cruzamento pelo lado esquerdo e Wilson testou firme antes de ver a bola bater na trave e morrer nas redes. Depois disso, nenhuma das equipes criou muitas chances. Mas quando chegaram, foi para assustar.

Do lado do Botafogo, um cabeceio de Bruno José foi parar no travessão após grande defesa do goleiro Matheus Aurélio, aos 19 minutos. Mais tarde, aos 40, Wilson levou perigo em um cruzamento que parou na trave e quase rendeu o segundo gol mirassolense. O empate botafoguense saiu aos 46 minutos, quando Naylhor aproveitou cobrança de escanteio e fez de cabeça. A bola foi de cima para baixo e entrou no canto direito da meta do goleiro Matheus Aurélio.

No segundo tempo, os dois times fizeram um jogo mais aberto e ambos passaram a ter maior presença no campo de ataque, com ligeira vantagem para o Botafogo. Matheus Aurélio trabalhou mais que Darley e salvou o Mirassol aos 36 minutos, quando fez grande defesa em finalização de Rafael Costa.

FICHA TÉCNICA

MIRASSOL 1 X 1 BOTAFOGO

MIRASSOL - Matheus Aurélio; Daniel Borges, Riccieli, Leandro Amaro e Alex Ruan; Maílton (Felipe Augusto), Léo Baiano e Wellington Simião (Sandoval); Wilson (Lelê), Carlão e Rodolfo. Técnico: Moisés Egert.

BOTAFOGO - Darley; Bruno José (Pimentinha), Ednei, Naylhor, Plínio e Pará; Willian Oliveira, Marlon Freitas e Nadson (Evandro); Rafael Costa (Bruno Moraes) e Erick. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Wilson, aos seis, e Naylhor, aos 46 minutos primeiro tempo.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS - Alex Ruan (Mirassol); Bruno José e Plínio (Botafogo).

RENDA - R$ 181.238,00.

PÚBLICO - 8.342 torcedores.

LOCAL - Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.