Marcos Freitas/Agência Mirassol
Marcos Freitas/Agência Mirassol

Mirassol supera o Botafogo, ultrapassa o Santos e lidera Grupo D do Paulistão

Diego Gonçalves e Moraes marcam para o time da casa na vitória por 2 a 1; Neto Pessoa para o clube de Ribeirão Preto

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2021 | 00h22

O Mirassol assumiu a liderança do Grupo D do Campeonato Paulista Sicredi 2021 ao derrotar o Botafogo por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no estádio José Maria de Campos Maia, pela sétima rodada. O time do interior paulista deixou o Santos para trás.

Com o resultado, o Mirassol chegou aos 11 pontos, contra nove do Santos, oito do Guarani e dois do São Caetano. O Botafogo, por outro lado, é o quarto colocado do Grupo A, com seis pontos, assim como Santo André e Inter de Limeira. O primeiro é o Corinthians, com 18.

Embalado com a chegada do técnico Argel Fuchs, o Botafogo adotou uma postura ofensiva diante do Mirassol, fora de casa. O time de Ribeirão Preto buscou o ataque a todo momento, mas acabou cedendo o contra-ataque ao adversário. Em chute de Diego Gonçalves, Igor fez a defesa. O goleiro foi um dos destaques da primeira etapa. Ele ainda operou um milagre na cabeçada de Pedro Lucas, que antes havia acertado a trave.

Aos 35 minutos, não teve jeito. Pedro Lucas se infiltrou sozinho dentro da área. Igor saiu nos pés do atacante e acabou cometendo pênalti. Diego Gonçalves foi para a cobrança e mandou perto do ângulo para fazer 1 a 0. O Botafogo, no entanto, encontrou forças para empatar aos 43. Após cobrança de escanteio, Neto Pessoa foi no "segundo andar" para deixar tudo igual.

No segundo tempo, o panorama se inverteu. O Mirassol ficou com a posse de bola e controlou o jogo. O Botafogo, então, não teve escolha, precisou recuar para conseguir anular os pontos fortes do rival. O time da casa chegou a ter 85% de posse de bola em determinado momento da partida, mas não conseguia transformar a superioridade em gol.

Aos 38 minutos, o gol enfim saiu. Oyama lançou Moraes dentro da área. O lateral tocou na saída do goleiro para colocar o Mirassol na frente. O árbitro consultou o VAR e confirmou. Após o gol, o Botafogo saiu para cima, mas o time da casa se fechou e conseguiu confirmar três pontos importantes na luta pela classificação.

O Mirassol volta a campo neste domingo, às 20h, para enfrentar o Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo. No mesmo dia, às 22h15, o Botafogo recebe o São Caetano, no Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

FICHA TÉCNICA:

MIRASSOL 2 x 1 BOTAFOGO

MIRASSOL - Alex Muralha; Daniel Borges, Danilo Boza, Reniê e Moraes (Du); Luis Oyama, Neto Moura (Ernandes) e Cássio Gabriel (Rodolfo); Fabrício, Pedro Lucas e Diego Gonçalves (Rafinha). Técnico: Eduardo Baptista.

BOTAFOGO - Igor; Rodrigo Ferreira, Fabão, Victor Ramos e Pará; John Everson, Victor Bolt (Vinícius Kiss) e Emerson Santos (Renatinho); Luketa (Marlon), Neto Pessoa (Edgar) e Richard. Técnico: Argel Fuchs.

GOLS - Diego Gonçalves, aos 35, e Neto Pessoa, aos 43 minutos do primeiro tempo. Moraes, aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Roberto Mineiro Ribeiro.

CARTÕES AMARELOS - Cássio Gabriel e Fabrício (Mirassol); Fabão, Pará e Victor Bolt (Botafogo).

LOCAL - Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.