Missão de Galeano: anular Riquelme

A maior aposta do técnico Celso Roth de que o Palmeiras chegará à final da Copa Libertadores da América hoje, no Parque Antártica, não estará no ataque. Nem nas laterais levantando a bola na área. Mas no meio de campo, correndo como um insano para tentar anular o melhor jogador do futebol argentino, Riquelme. Assim como fez na Bombonera. "Todos os ataques do Boca Juniors passam pelos pés do Riquelme. Ele é um jogador diferente. Nunca vi alguém alto como ele (1,82 m) com tanta habilidade e velocidade com a bola dominada. Vai ser duro, mas tenho certeza que, se conseguir parar o Riquelme, o Palmeiras tem enormes chances de vencer o jogo. E, sendo assim, não terá problema: entro em campo só para marcá-lo. Não será sacrifício nenhum. Quero é ver o meu time na final da Libertadores novamente. Pela terceira vez consecutiva seria bom demais", confidencia, orgulhoso, Galeano.Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

13 de junho de 2001 | 09h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.