Missão de Ronaldo é vencer na Espanha

Ronaldo foi o personagem mais incensado na conquista do terceiro título mundial interclubes do Real Madrid. O astro brasileiro fez o primeiro gol, nos 2 a 0 sobre o Olimpia, em Yokohama, na terça-feira, ganhou um carro como melhor do jogo, mereceu destaque da imprensa internacional e voltou para a Espanha como herói. A alegria no Japão só fez reforçar sua disposição, a partir de agora, de firmar-se de vez no novo clube. Como já havia admitido, assim que Carlos Eugenio Simon encerrou o duelo com os paraguaios, a intenção é a de manter regularidade em seu desempenho, principalmente em âmbito doméstico."Agora preciso conquistar o Bernabéu", reiterou o astro, em referência ao estádio em que o Real manda seus jogos. Ronaldo tem consciência de que o público se envaidece com taças tradicionais, como a do tira-teima Europa x América, mas percebeu que a alegria alcança proporções maiores com sucessos no campeonato espanhol.Por enquanto, o torneio local é o maior entrave para o astro consolidar sua imagem de ídolo. Ronaldo marcou três gols na Liga, ficou fora de alguns compromissos importantes - como o clássico contra o Barcelona - e foi substituído em várias oportunidades. Os dirigentes e a comissão técnica não mostram impaciência, mas os torcedores ensaiaram cobrança.A atuação contra o Olimpia serve para animar Ronaldo, sobretudo depois dos elogios que colheu pelo mundo. Sem contar a óbvia badalação de jornais espanhóis, o motivo de orgulho veio da Itália, de onde saiu como renegado e ingrato. As manchetes que lhe foram dedicadas revelam reverência e generosidade - prova de que não há revanchismo no ?Bel Paese?. O Corriere dello Sport, por exemplo, saiu com "Real Ronie!". Já o La Repubblica escreveu "Fantástico Ronaldo, o mundo a seus pés". A Gazzetta dello Sport fez trocadilho, com "Ronaldoro" (algo como "Ronaldo de ouro").Os cartolas do Real Madrid preferem transformar o título em mais uma fonte de euros. O presidente Florentino Perez admitiu que a proeza servirá para estimular a estratégia de marketing do clube - de olho principalmente no mercado asiático. "Foi ótimo vencermos", disse. "Sobretudo jogando bem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.