Missão do Coritiba é atacar Ponte

O Coritiba faz sua estréia na Copa do Brasil nesta quarta-feira, às 21h40, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, contra a Ponte Preta, com a promessa de atacar a equipe paulista desde o início. O técnico Joel Santana realizou treinos específicos para o ataque.Mesmo sabendo dos riscos que levar gol em casa pode representar (na Copa do Brasil gol fora de casa vale dois), Santana quer seu time à frente. "Nós temos que pensar em marcar gols. Claro que temos um jogo difícil pela frente, a Ponte está entrosada pois manteve a base do ano passado, mas temos condições de fazer um bom jogo diante da nossa torcida", afirmou o técnico.Para marcar gols na Ponte, Santana aposta no oportunismo do jovem Liedson, revelado no Prudentópolis, do interior paranaense e que marcou dois gols na vitória do Coritiba contra o Mamoré, domingo, em Uberlândia, na abertura da Copa Sul-Minas. "O time todo está se esforçando e o mais importante é que iniciamos a temporada com uma vitória e não podemos decepcionar jogando em casa", afirmou o jogador, que em dez jogos com a camisa alviverde marcou oito gols.O atacante Evair, que conhece bem a Ponte Preta, desde que defendeu o Guarani, na década de 80, reconhece que o entrosamento dos paulistas dá uma pequena vantagem à Ponte. "No futebol, o conjunto de um time pode significar o detalhe para se conseguir a vitória", disse o atacante, considerado o líder da equipe dentro de campo.

Agencia Estado,

22 de janeiro de 2002 | 17h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.