Mistão do São Paulo goleia Barbarense

Os reservas do São Paulo não decepcionaram na goleada sobre o frágil União Barbarense por 4 a 0, neste domingo, no Morumbi, e começam a ameaçar a posição de alguns titulares que vêm decepcionando. Souza e Diego Tardelli se destacaram no setor ofensivo, fazendo gols e boas jogadas, e Lugano mostrou segurança na defesa, embora tenha sido pouco exigido. ?Eles jogaram bem, isso é bom, mexe com a cabeça da gente?, declarou o técnico Cuca.Dois ou três jogadores correm risco de perder lugar na equipe. O meia Marquinhos e o atacante Grafite, contratados recentemente, ainda não foram capazes de manter boa regularidade e, se não melhorarem, podem dar a vaga a Souza ? ou Vélber ? e Diego Tardelli, respectivamente.A partida deste domingo não tinha grande interesse para jogadores e torcedores do São Paulo. Pouco mais de 3 mil pessoas foram ao Morumbi. O objetivo do time era resgatar um pouco do moral perdido na quinta-feira, após a derrota por 3 a 0 para a Liga Deportiva Universitária (LDU), em Quito. A preocupação maior é dar o troco nos equatorianos na quarta-feira, no Morumbi, pela Libertadores, em jogo importantíssimo para as pretensões da equipe na competição.Como o time já estava classificado e com a primeira colocação do Grupo 1 do Campeonato Paulista garantida, desde a semana passada, Cuca resolveu poupar seis atletas: Rogério Ceni, Cicinho, Rodrigo, Marquinhos, Grafite e Luís Fabiano. Os reservas, assim, ganharam boa oportunidade para mostrar serviço e não tiveram dificuldade para derrotar o Barbarense.Tardelli, recebendo passe de Jean, e Gustavo Nery, em bonita cabeçada, fizeram os gols são-paulinos na primeira etapa. Souza marcou dois no segundo tempo e definiu a vitória. O fraquíssimo time do interior, que teve momentos ridículos no jogo, chutou só duas bolas a gol. Se não fosse o goleiro Wilson Jr, a derrota poderia ter sido bem mais humilhante. ?Agora já pensamos na decisão de quarta?, disse Cuca.

Agencia Estado,

07 de março de 2004 | 18h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.