Mistério envolve clássico paranaense

Apesar de não estarem disputando as primeiras colocações do Campeonato Brasileiro, Paraná Clube (22º colocado) e Coritiba (11º colocado), encaram com muita seriedade o clássico regional que será disputado neste sábado, às 20h30, no Estádio Pinheirão, em Curitiba. Em razão disso os dois técnicos fazem mistério sobre as escalações. Afinal, o Paraná poderá sair, depois de várias rodadas, da zona de rebaixamento, enquanto o Coritiba ainda espera conseguir pontos para lutar por uma vaga na Copa Libertadores da América.O técnico do Paraná Clube, Paulo Campos, não permitiu a presença de jornalistas e torcedores no treino realizado nesta sexta-feira. "É um clássico e não vou facilitar a vida deles", justificou. Campos tem dois problemas para escalar o time, em razão das expulsões do meia Messias e do atacante Marcel. No lugar do primeiro, Beto é o mais cotado. Já para substituir Marcel há várias opções. O atacante Maranhão pode ser chamado novamente e aí não haveria qualquer alteração, como também Marcelo Passos pode fazer a estréia e Canindé jogaria mais adiantado. Na lateral-direita, João Paulo e Eto disputam a posição.O técnico do Coritiba, Antônio Lopes, não chegou a fazer treino secreto, mas também não divulgou o time. Ele não poderá contar com o atacante Aristizábal, que cumpre suspensão. Em seu lugar poderá entrar Reginaldo Vital, reforçando-se o meio-de-campo, ou continuar com o esquema de três atacantes, colocando André Nunes. Isto se Tuta recuperar-se de uma contusão. Nesta sexta-feira ele não participou dos trabalhos e permaneceu fazendo tratamento de uma lesão no ligamento externo do joelho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.