Mogi Mirim demite o seu segundo treinador em nove rodadas na Série B

Aílton Silva não é mais o técnico do Mogi Mirim para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B. Após mais uma derrota na competição - para o CRB, por 1 a 0, em casa, no último sábado - a diretoria do clube do interior paulista decidiu mudar o comando na busca de sair da incômoda posição de último colocado na tabela de classificação.

Estadão Conteúdo

29 de junho de 2015 | 19h06

O agora ex-treinador do Mogi Mirim comandou o time em seis oportunidades. Foram dois empates - Vitória e Sampaio Corrêa - e quatro derrotas - CRB, Paraná, Boa e Botafogo -, campanha que não ajudou a mantê-lo no cargo.

Ao confirmar a demissão do treinador, o presidente Rivaldo Ferreira agradeceu pelo tempo que ele ficou à frente do clube, mas disse que o momento exige este tipo de decisão por parte da diretoria. "O torcedor pode ter a certeza que vamos fazer o que for necessário para reencontrarmos o caminho das vitórias", comentou o presidente do Mogi Mirim.

O novo treinador deverá ser anunciado até esta quarta-feira. Antes de Ailton Silva, o clube já tinha demitido Edinho Nascimento, mais conhecido por ser filho de Pelé do que pelo o que fez como treinador. As falhas na montagem do elenco trazem consequência agora, com o time paulista na última colocação da Série B, com três pontos e nenhuma vitória.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BMogi MirimRivaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.