Mogi Mirim vence e assume 2º lugar

O Mogi Mirim ratificou neste domingo sua condição de surpresa no Campeonato Paulista ao vencer seu quinto jogo em seis disputados na competição. A vítima da rodada foi a Portuguesa Santista, que foi à Mogi mirim, no estádio Wilson de Barros, e acabou derrotada por 2 a 0. A partida abriu a sétima rodada. Com o resultado, o Mogi Mirim chegou aos 15 pontos e assumiu de forma provisória a segunda colocação, atrás apenas do São Paulo que tem 19 pontos. O Mogi, no entanto, tem uma partida a menos do que os demais times por ter folgado quando o Palmeiras atuou pela Libertadores. O time litorâneo é o 14º colocado, com sete pontos. Mesmo com o discurso dos jogadores visitantes de que os times se equivaliam tecnicamente, o Mogi começou a partida no ataque e conseguiu o gol logo aos dez minutos. Diguinho fez boa jogada pela direita, bateu cruzado e o zagueiro Edinho Baiano acabou desviando contra sua meta. Os donos da casa continuaram melhor e acharam o segundo gol aos 24 minutos. A defesa santista não cortou cruzamento e Fábio Costa apareceu para fazer de cabeça. O sucesso na primeira etapa motivou o time de Mogi Mirim a continuar com o domínio nos 45 minutos finais. Jogando com segurança, nos contra-ataques, as chances surgiam naturalmente. Aos 22 minutos Fabinho acertou a trave após ataque veloz. No final, foi a vez de Anderson acertar o travessão. Com dois gols de vantagem e o jogo nas mãos, o técnico José Carlos Serrão optou por trabalhar na manutenção do jogo e os jogadores cumpriram com maestria, garantindo mais uma vitória. As duas equipes voltam a campo pela oitava rodada no Campeonato Paulista no próximo domingo, às 16 horas. O Mogi Mirim, no estádio Wilson de Barros, recebe o Guarani podendo lutar pela liderança. Antes disso, faz o jogo pendente da sexta rodada contra o Palmeiras, na quarta-feira. A Portuguesa Santista também joga em casa, contra o Rio Branco, de Americana.

Agencia Estado,

12 de fevereiro de 2005 | 20h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.