Mogi quer fim do jejum de vitórias

O Mogi Mirim é o time que está há mais tempo sem vencer na Série A-1 do Campeonato Paulista 2001. Já são 44 dias sem um resultado positivo na competição. No dia 11 de fevereiro, o Mogi surpreendeu o São Caetano por 4 a 3, a única vitória até agora no Estadual. Os maus resultados renderam a penúltima colocação ao time dirigido pelo uruguaio Pedro Rocha. Com apenas 11 pontos em 10 partidas disputadas, o Mogi Mirim é sério candidato ao rebaixamento.Apesar da goleada para o Corinthians, sofrida na semana passada, em Mogi Mirim, o treinador continua prestigiado pela diretoria. Os 3 a 0 abateram ainda mais o grupo, que não sabe o que fazer para reverter a situação.Agora, a tarefa ficou ainda mais difícil, pois a pressão pela conquista de pontos vai aumentar com o afunilamento da competição. Muitos times ainda brigam pela vaga e, desta forma, tornam o campeonato ainda mais acirrado nestas últimas rodadas.A tabela, porém, foi generosa com o Mogi nesta reta final. Dos cinco jogos restantes, apenas um será fora de casa. O time vai enfrentar em casa o União São João, no domingo; o Botafogo, no dia 8 de abril; o Palmeiras, no dia 22 e o Santos, no dia 29. No dia 15, o time viaja até Matão para jogar contra a Matonense.Para Pedro Rocha, a hora de reagir chegou. "Precisamos somar o maior número de pontos possíveis nestes jogos em casa para escaparmos. Não podemos fugir das nossas responsabilidades. Este é o único jeito", avisou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.