Mogi quer quebrar rotina de empates

Sem vencer há três rodadas, o Mogi Mirim encara a partida de sábado, diante do Corinthians, como uma decisão. Em 11º lugar na classificação do Campeonato Paulista da Série A-1, ao lado do próprio Corinthians, o Mogi sabe que se conseguir a vitória ficará ainda mais longe de um possível rebaixamento. Se perder, porém, a situação se complica. Ao lado de Rio Branco e Botafogo, o Mogi Mirim é a equipe que mais empatou no Campeonato Paulista. Dos nove jogos disputados, foram cinco empates e, destes, três vitórias nas cobranças de penalidades.A partida deste sábado, em Mogi Mirim, passa a valer seis pontos. Além disso, o Mogi precisa se recuperar dos últimos resultados, nada satisfatórios. O time fez três partidas fora de casa, perdeu duas, para Portuguesa Santista (4 a 3) e Ponte Preta (2 a 1), e empatou uma, contra a Lusa (1 a 1), sendo derrotado depois nos pênaltis.De volta ao estádio Wilson de Barros, o Mogi Mirim espera contar com o apoio da torcida para garantir a reabilitação. A goleada que o Corinthians aplicou no Santos, domingo, por 5 a 0, foi encarada como motivação para o elenco do Mogi. "O Corinthians também passava por uma situação complicada e conseguiu superar as dificuldades. Nós também temos condições e o grupo está trabalhando para que isso aconteça", ressalta o técnico Pedro Rocha, que só agora está se sentindo mais à vontade para comandar o time. "Não podemos perder mais pontos, principalmente nos jogos dentro de casa. Todo mundo aqui está encarando o jogo contra o Corinthians como uma verdadeira decisão", reforça o goleiro Mauro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.