Mogi reduz preço dos ingressos e espera lotar estádio

Mogi Mirim e Botafogo farão o único duelo do interior válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista, mas se engana quem acha que o Estádio Romildo Gomes Ferreira não receberá um bom público. Na noite da última segunda-feira, a carga de ingressos foi definida - 5.500 para os mandantes e 2.500 para os visitantes - e os torcedores terão direito a ingressos mais baratos que os demais jogos.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2013 | 21h04

A Federação Paulista de Futebol (FPF) havia estipulado um valor mínimo de R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia), mas depois de um acordo entre as diretorias dos clubes ficou definido que os ingressos custarão R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Os donos da casa ainda queriam um valor menor: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

"Queríamos manter os valores anteriores, mas a diretoria do Botafogo não aceitou nossa proposta", afirmou o presidente do Mogi Mirim, Wilson Bonatti, que quer ver casa cheia na partida deste sábado, às 18h30.

De outro lado, o presidente do Botafogo, Gustavo Assed Ferreira, fez questão de convocar a torcida para essa partida e deve ser atendido, tanto que nas redes sociais já foi lançada a campanha: "2 mil no Romildão". A expectativa é que 20 ônibus deixem Ribeirão Preto com destino a Mogi Mirim no próximo sábado. A diretoria anunciou que a locomoção dos torcedores será de graça.

Por ter realizado melhor campanha na fase classificatória, o Mogi Mirim tem a vantagem de decidir a vaga para as semifinais em casa. Quem passar irá enfrentar o vencedor de Santos e Palmeiras, que vão se enfrentar na Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.