Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Moisés defende continuidade para novo treinador no Palmeiras

Para jogador, Roger Machado tem condições de fazer um bom trabalho desde que tenha oportunidade para ficar no cargo

O Estado de S. Paulo

24 de novembro de 2017 | 18h06

O meia Moisés, do Palmeiras, afirmou nesta sexta-feira que tem boas referências sobre o trabalho do técnico Roger Machado. O novo treinador da equipe assumirá o comando a partir de janeiro e segundo o jogador, será preciso dar continuidade ao trabalho para que o novo comandante tenha sucesso e ganhe títulos, ao contrário dos antecessores.

+ Edu Dracena pede valorização ao trabalho de Valentim

+ Zé Roberto deve ser titular na segunda-feira

"O principal ponto é ter continuidade. No ano passado, acabou que o Cuca não pode ficar. Depois, chegou o Eduardo (Baptista), o Cuca voltou e houve outra troca. Então, é importante ter continuidade de comando para que possamos evoluir durante toda a temporada e não trocarmos no primeiro momento difícil", disse o jogador em entrevista ao canal ESPN Brasil.

O camisa 10 disse já ter conversado com colegas sobre Roger e recebido comentários positivos. "Nunca trabalhei com o Roger, mas no mundo do futebol você vai conversando e trocando informações. Do Roger, a gente ouve falar muito bem. É um cara muito dinâmico", disse. "No Atlético-MG, talvez não tenha sido tão bom, mas no Grêmio o Roger teve um excelente trabalho e a gente espera com ele fazer um grande ano em 2018. Sem dúvida, vamos dar todo apoio. Torcemos para que o torcedor também apoie incondicionalmente, porque assim facilita tudo", completou.

O jogador afirmou que torce pela chegada de reforços, mesmo que possam ser concorrentes dele. Um dos casos é do meia Lucas Lima, do Santos, que deve fechar com a equipe nas próximas semanas. "É até bom, porque eu voltaria a atuar um pouco mais dentro da minha posição. Jogo em todas no meio campo, mas já deixei claro que minha principal é como segundo (volante). Então, não vai ter problema nenhum. Se tiver que chegar, vai ser muito bem recebido", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.