Molina joga segundo tempo com o nariz machucado

Mesmo com a camisa encharcada de sangue, jogador fica até o fim e festeja classificação do Santos

Redação,

17 de abril de 2008 | 00h29

O colombiano Molina foi um dos símbolos da raça do Santos na noite desta quarta-feira. O jogador se chocou com o goleiro Castellano e machucou o nariz no segundo tempo do jogo contra o Cúcuta Deportivo.   Veja também:  Heróico, Santos derrota Cúcuta de virada e se classifica   Molina foi para a lateral do campo, trocou a camisa encharcada de sangue e retornou ao gramado. No final, o jogador festejou com os companheiros a classificação, obtida aos 43 minutos do segundo tempo com um gol do argentino Tripodi.   "A decisão de continuar foi minha", conta Molina. "Na Libertadores existem partidas muito difíceis e eu não podia deixar o clube neste momento. Graças a Deus conseguimos a classificação. Estamos mostrando à torcida que temos condições de honrar o Santos."   O departamento médico do Santos colocou uma proteção no nariz de Molina. O jogador deve ser submetido a novos exames para saber a gravidade da lesão. No entanto, ele deve estar recuperado para a fase oitavas-de-final da Libertadores.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCMolinaCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.