Eric Gaillard / Reuters
Eric Gaillard / Reuters

Monaco oficializa demissão de Henry e volta a contratar Leonardo Jardim

Novo técnico retorna ao clube três meses depois de ter sido demitido

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2019 | 21h16

O Monaco oficializou nesta sexta-feira a demissão Thierry Henry e contratou novamente o técnico Leonardo Jardim, que foi campeão pelo clube, apenas três meses depois de optar por sua saída, abrindo caminho para a chegada do ex-atacante da seleção da França.

Henry venceu quatro dos 20 jogos em que comandou o Monaco, depois de substituir Jardim em meados de outubro, deixando o clube em penúltimo lugar no Campeonato Francês, sendo que no sábado fará um importante duelo com o 18º colocado Dijon, fora de casa.

Depois de receber uma multa estimada em 8 milhões de euros (aproximadamente R$ 34 milhões) pela rescisão do seu vínculo, Jardim está de volta ao Monaco depois de assinar um contrato de dois anos e meio.

Jardim, de 44 anos, levou o Monaco ao título francês em 2017, superando o atual campeão Paris Saint-Germain por oito pontos, e alcançou as semifinais da Liga dos Campeões no mesmo ano. Seu time ficou marcado pelo estilo de jogo ofensivo, com mais de 150 gols marcados em todas as competições da temporada 2016/2017.

Mas depois que vários jogadores importantes foram vendidos, o Monaco foi facilmente superado pelo PSG na temporada passada e vem lutando contra o rebaixamento na atual. Quando Jardim foi demitido, o time não vencia há dez jogos e era o penúltimo colocado do Francês.

As coisas não melhoraram sob o comando de Henry e o clube espera que Jardim possa inspirar os jogadores e evitar o rebaixamento do dono de oito títulos do Francês. O time também está nas semifinais da Copa da Liga Francesa e jogará contra o Guingamp, fora de casa, na terça.

Jardim terá à sua disposição uma contratação pedida por Henry, o meia Cesc Fabregas, que disputou dois jogos pelo Monaco desde que trocou o Chelsea pelo time francês.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.