Valery Hache/AFP
Valery Hache/AFP

Monaco perde do Besiktas em casa e se complica na Liga dos Campeões

Falcao García abre o placar, mas Cenk Tosun vira para 2 a 1

Estadão Conteúdo

17 Outubro 2017 | 18h58

O Monaco viu sua situação se complicar nesta terça-feira na Liga dos Campeões. Jogando em casa, a equipe até viu Falcao García abrir o placar contra o Besiktas, mas sofreu a virada e perdeu por 2 a 1, em duelo válido pela terceira rodada do Grupo G.

+ Real só empata com o Tottenham em casa e times dividem ponta do grupo

+ Com gols brasileiros, Liverpool faz 7 a 0 e lidera grupo na Liga dos Campeões

Com o decepcionante resultado, o Monaco permaneceu com apenas um ponto, oito atrás do líder da chave, o próprio Besiktas, que ganhou seus três jogos. Já o RB Leipzig, após superar nesta terça o Porto, por 3 a 2, chegou aos quatro pontos. Os portugueses vêm em terceiro, com três.

Atual campeão francês e semifinalista da última edição da Liga dos Campeões, quando foi eliminado pela Juventus, o Monaco entrou em campo nesta terça-feira precisando vencer para não se complicar na competição. Afinal, fora surpreendido pelo Porto na última rodada, em casa, por 3 a 0.

Contava, para isto, com alguns de seus principais destaques, como os brasileiros Jemerson e Fabinho, além do atacante Falcao García, embalado pela classificação colombiana à Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

E Falcao demonstrou no primeiro tempo que segue vivendo grande fase no ataque da equipe, mesmo depois da saída de Mbappé para o Paris Saint-Germain. Aos 30, após receber passe dentro da área, o colombiano deu belo corte no zagueiro e finalizou rasteiro para abrir o placar.

Mas, apenas quatro minutos depois, quando a torcida ainda comemorava, o atacante Cenk Tosun aproveitou cruzamento do português Ricardo Quaresma, cabeceou no canto e empatou o duelo. E, já aos nove minutos da etapa final, Tosun fez o segundo e complicou a situação do Monaco - e aproximou o time turco da classificação.

Na outra partida da chave, disputada na Alemanha, o RB Leipzig fez um duelo emocionante e venceu por 3 a 2, com cinco gols marcados no primeiro tempo. Will Orban fez o primeiro aos oito, Aboubakar empatou para o Porto dez minutos depois e, aos 38 e aos 41, Emil Forsberg e Jean-Kevin Augustin abriram boa vantagem para o time alemão. Ivan Marcano ainda descontou aos 44, mas o time português não teve forças para igualar o marcador na etapa final.

Mais conteúdo sobre:
Liga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.