Sascha Schuermann/AFP
Sascha Schuermann/AFP

Mönchengladbach empata em casa e fica a 10 pontos dos líderes do Alemão

Em terceiro, equipe fica distante de Bayern de Munique e Borussia Dortmund, que dividem a liderança

Redação, Estadão Conteúdo

15 de março de 2019 | 20h47

Atual terceiro colocado do Campeonato Alemão, o Borussia Mönchengladbach voltou a decepcionar a sua torcida ao não conseguir passar de um empate por 1 a 1 com o Freiburg, nesta sexta-feira, em casa, na abertura da 26ª rodada da competição. O resultado ruim fez a equipe ficar com 47 pontos, dez atrás de Bayern de Munique e Borussia Dortmund, que dividem a liderança e poderão ampliar ainda mais esta larga vantagem no final de semana.

O Mönchengladbach também se isolou na terceira posição da tabela, mas corre o risco de ser ultrapassado neste sábado pelo RB Leipzig, que ocupa o quarto lugar, com 46 pontos, e enfrentará o Schalke 04 como visitante em Gelsenkirchen. O Freiburg é apenas o 11º colocado, com 31 pontos.

No duelo isolado que inaugurou esta 26ª rodada, os donos da casa foram surpreendidos ao tomarem um gol já aos 10 minutos do primeiro tempo, marcado pelo meia italiano Vincenzo Grifo. Pouco depois, o meio-campista francês Alassane Plea deixou tudo igual ao balançar as redes aos 16 minutos. Porém, o time não confirmou o que parecia ser um prenúncio de uma virada no placar e o confronto terminou mesmo em 1 a 1.

O empate com o Freiburg voltou a evidenciar o momento ruim vivido pelo Mönchengladbach, que vinha de três derrotas consecutivas como mandante no Alemão e agora somou apenas um ponto diante dos seus torcedores.

Neste sábado, no complemento desta 26ª rodada, o Borussia Dortmund terá a chance de se isolar na liderança em partida contra o Hertha Berlin, fora de casa. Líder pelos critérios de desempate, o Bayern de Munique receberá o Mainz na Allianz Arena no domingo, quando disputará o seu primeiro jogo após ter sido eliminado pelo Liverpool nas oitavas de final da Liga dos Campeões, na última quarta-feira, com uma derrota por 3 a 1 sofrida neste mesmo estádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.