Divulgação/Ibope
Divulgação/Ibope

Montenegro confirma que Botafogo S/A será apresentado ao Conselho em dezembro

Para ex-dirigente, mesmo que o clube consiga captar investidores em breve, mudará radicalmente de gestão a partir de dezembro

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2019 | 18h09

As recentes vitórias sobre Corinthians e Chapecoense deram um alívio para o Botafogo no Campeonato Brasileiro. Com o time bem mais distante da zona de rebaixamento, as atenções começam a ficar voltadas para o futuro do clube. Em entrevista à Super Rádio Brasil, nesta quinta-feira, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, ainda com muita influência nos bastidores, deu detalhes sobre a Botafogo S/A, que já tem data para ser apresentada ao Conselho Deliberativo.

"No dia 10 de dezembro a gente vai apresentar ao Conselho, dois dias após o término do campeonato (Brasileiro). Posso adiantar que o plano está muito bem feito, capitaneado pela Laplace, que a gente contratou para nos ajudar no formato. Estamos buscando os possíveis investidores, fazendo inclusive um teste, uma pesquisa, perguntando se está bom, se não está. Obviamente o que foi aprovado ontem (quarta-feira) na Câmara ajuda, mas isso ainda vai ter que passar no Senado, mas dá força ao projeto", afirmou.

Para Montenegro, mesmo que o Botafogo consiga captar investidores em breve, o clube mudará radicalmente de gestão a partir de dezembro e se desvinculará do atual formato, que, em sua visão, está falido e não funciona mais. "Obviamente, tendo os investidores, imediatamente você é clube-empresa e deixa todo o amadorismo de lado. Se não tiver investidores amanhã, formato vai ser esse. O formato de sempre, inclusive desse ano, está provado que está falido. No Botafogo e em vários clubes", comentou.

"O Botafogo não aguenta 2020 no mesmo formato que 2019. É uma realidade que vai mudar a partir do Campeonato Brasileiro. Se já vai mudar com fundos ou empresas fortes totalmente no modelo que queremos, eu não sei. Mas que vai mudar em relação ao que foi nesse ano, isso eu garanto", completou Montenegro.

Sobre os irmãos Moreira Salles, que ajudam o Botafogo há muito tempo, o ex-presidente revelou que os dois não estão participando deste novo projeto. "Eles já ajudaram muito o Botafogo no passado. Estão concluindo o centro de treinamento que é um órgão fundamental para o futuro, mas eles não têm interesse em estar à frente deste projeto. Zero interesse. Não é uma decisão definitiva. É definitiva a decisão de pilotar qualquer projeto, mas de ser um dos investidores, em tamanho bem menor, eles podem um dia querer ser", disse.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.