Montillo joga, mas Victorino é dúvida no Cruzeiro

O zagueiro Victorino deve ser o único desfalque do Cruzeiro para o jogo do próximo sábado contra o América de Teófilo Otoni, na abertura das semifinais do Campeonato Mineiro. Montillo, que também era dúvida, treinou normalmente nesta quinta-feira e vai para o jogo.

AE, Agência Estado

21 de abril de 2011 | 15h41

O argentino sentiu dores na perna direita no treino de terça, ficou de fora da atividade no dia seguinte, mas voltou nesta quinta e confirmou que joga: "Ontem (quarta) era mais por cuidado. Levei uma pancada na terça e achamos melhor ficar de fora do treino, por precaução, para estar bem. Hoje (quinta) treinei normalmente e acho que vai dar para jogar", comentou o meia.

A situação de Victorino é a única que preocupa. Ele se recupera de uma contratura na coxa esquerda e é dúvida para o jogo de sábado. Léo deverá ser seu substituto. "Estou preparado para, quando surgir oportunidade, poder ajudar mais uma vez o Cruzeiro. A equipe vem fazendo grandes jogos e é importante todo mundo estar preparado para quando for solicitado, manter o alto nível da equipe. Isso está acontecendo e espero entrar bem mais uma vez, se for escalado", disse Léo.

Apesar de ter a Libertadores como prioridade, o Cruzeiro encara com seriedade esse confronto contra a equipe do interior. E, para o elenco celeste, a goleada sofrida pelo América, por 7 a 1, frente ao Atlético-MG, na última rodada da fase de classificação, não pode ser usada como parâmetro.

"São situações diferentes. A gente não pode nunca deixar que as comparações de uma partida reflitam nesse jogo de semifinal. A motivação é outra, a torcida sempre comparece em bom número nos jogos do América e temos a consciência de que são jogos diferentes, condições diferentes", afirmou o goleiro Fábio.

Já o lateral-direito Pablo lembrou da dificuldade que o Cruzeiro teve para vencer a partida da primeira fase, por 2 a 1, também em Teófilo Otoni. "O último jogo nosso contra eles, a gente viu a dificuldade que foi. Eles têm excelentes jogadores, que marcam muito bem e que também atacam muito bem. Vamos com a mesma preocupação que fomos na primeira fase, mas com a atenção redobrada", comentou o atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.