Walter Montoya; Grêmio
Walter Montoya; Grêmio

Montoya exalta parceria com Kannemann e diz que encontrou 'família' no Grêmio

Meia diz estar adaptado ao Brasil neste início de passagem pelo tricolor

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2019 | 18h02

Se em campo o meia Walter Montoya ainda busca seu melhor futebol com a camisa do Grêmio, fora dele o jogador garantiu estar se adaptando bem ao clube e ao Brasil. Grande parte desta rápida ambientação deve-se ao clima encontrado no elenco tricolor e à parceria com outro argentino do elenco, o zagueiro Walter Kannemann.

"O grupo me ajudou bastante. O Kannemann também me ajudou bastante. Encontrei uma família aqui e eles seguem me ajudando bastante. Estou me adaptando muito bem ao time e a Porto Alegre", declarou nesta quarta-feira.

Contratado junto ao Cruz Azul, do México, como uma das apostas para esta temporada, Montoya era sonho antigo do Grêmio e chegou com status de titular. O rendimento em campo ainda não foi o esperado, mas o meia garantiu que não tem pressa para conquistar seu lugar na equipe.

"Falei com o Renato (Gaúcho). Ele disse que não iria apressar, que iria me preparar. Esta comunicação que existe é muito boa. Pela minha experiência, está ótimo. Meu foco é trabalhar, dar 100% nos treinos e esperar a minha chance", comentou.

Exaltado por Montoya, Kannemann celebrou a rápida adaptação do compatriota. "A adaptação dele está sendo muito boa. Ele é um cara muito tranquilo, já fala com o pessoal do clube e é muito brincalhão. Mas ele foi morar longe, é difícil para marcar um churrasco. É gente boa, se dá bem com todo mundo."

Nesta quarta, o elenco gremista realizou mais um treino no CT Presidente Luiz Carvalho. O auxiliar Victor Hugo Signorelli comandou um trabalho técnico, sem esboçar a equipe, mas a tendência é que Renato escale o que tem de melhor para a próxima rodada do Campeonato Gaúcho, segunda-feira, diante do Veranópolis, na Arena.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
GrêmioWalter MontoyaWalter Kannemann

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.