Reprodução/MIineirão/Twitter
Reprodução/MIineirão/Twitter

Morre Dona Salomé, torcedora símbolo do Cruzeiro

Torcedora de 86 anos estava internada desde domingo, quando teve um mal-estar durante o jogo que rebaixou o time mineiro

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2019 | 09h22

Faleceu na madrugada desta terça-feira, vítima de uma parada cardíaca, Maria Salomé da Silva, mais conhecida como Dona Salomé. A torcedora símbolo do Cruzeiro, de 86 anos, estava internada desde o último domingo, quando teve um mal-estar no Mineirão, durante o jogo que decretou o rebaixamento da equipe mineira para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Dona Salomé nunca deixou de acreditar que o Cruzeiro poderia superar o momento complicado no Campeonato Brasileiro e permanecer na Série A da competição, o que acabou não ocorrendo. A torcedora símbolo do time trabalhou durante 26 anos na área de limpeza da sede social do clube, no Barro Preto, Região Centro-Sul da capital. "Sempre muito pra cima, alegre, cheia de energia", afirma uma colega de trabalho que preferiu não se identificar.

Apesar de trabalhar no setor de limpeza, relatam os amigos, dona Salomé não fazia tarefas pesadas. O filho da torcedora, Roberto da Silva, de 61 anos, afirma que a alegria da mãe era a mesma dentro de casa. Além do time do coração, a outra paixão de dona Salomé era a criação de pássaros. "Tinha dois papagaios, um pássaro-preto e um canarinho", conta. O local e horário do velório e enterro de dona Salomé ainda não foi definido.

Em nota, o Cruzeiro lamentou a morte da funcionária e torcedora. "Mais do que uma torcedora ilustre, que apoiou o time ao longo de seus 86 anos, Salomé esteve no convívio diário de funcionários e associados no Clube Cruzeiro Barro Preto, onde era colaboradora desde 25 de fevereiro de 1993. A nota diz ainda que dona Salomé era "torcedora icônica" do time e "esteve presente na grande maioria dos jogos do clube em Belo Horizonte e também acompanhava o time celeste em vários compromissos fora da capital mineira".

Em sua página oficial, o estádio Mineirão também lamentou a notícia. "Que notícia devastadora! Salomé é um símbolo. Alegria e fidelidade ao clube de coração. Sempre presente aqui no Mineirão e cheia bom humor e sorriso. Força para a família e amigos. Te amamos, Dona Salomé!."

Dona Salomé era presença constante nos jogos do Cruzeiro e, apesar de sofrer com problemas no coração, sempre acompanhava os jogos de seu time. Seu falecimento causou uma grande mobilização nas redes sociais. /com colaboração de Leonardo Augusto, especial para o Estado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.