Morre o preparador Paulo Amaral, campeão mundial em 58 e 62

Considerado o pioneiro do assunto nos clubes de futebol no Brasil, ele trabalhou ainda como técnico de times

Redação

01 de maio de 2008 | 13h27

Morreu nesta quinta-feira o ex-preparador físico Paulo Amaral, aos 84 anos. Ele foi o responsável por comandar os exercícios da seleção brasileira campeã mundial nas Copas de 1958, na Suécia, e de 1962, no Chile, além de ter sido técnico de times como Botafogo. A causa da morte não foi divulgada pela única filha, Paula Amaral, que disse apenas que ele faleceu em casa e seu enterro é no Rio.Paulo Amaral é considerado o pioneiro do assunto. Formado pela Escola de Educação Física, começou a carreira no Botafogo em 1953, depois passou pela seleção carioca e em seguida chegou à seleção brasileira. A função até então era exercida pelos próprios treinadores, como com Flávio Costa, no Mundial de 1950. Foi ainda técnico do Juventus e do Genova, ambos da Itália, e trabalhou no Porto, em Portugal.Sua última aparição pública foi em 2006, quando foi homenageado pela CBF, e estava na lista entre os que participariam dos eventos em comemoração dos 50 anos da conquista do título na Suécia neste ano.  

Tudo o que sabemos sobre:
seleção brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.