Morre Ramos Delgado, ídolo no River Plate e no Santos

O ex-jogador argentino José Manuel Ramos Delgado, ídolo do River Plate e do Santos, morreu nesta sexta-feira aos 75 anos.

REUTERS

03 Dezembro 2010 | 17h52

Ramos Delgado estava internado há vários dias numa clínica na cidade de La Plata e morreu nesta manhã, informou o jornal Olé.

Ramos Delgado estreou pelo Lanús argentino em 1956 e três anos depois se transferiu para o River Plate, onde jogou por sete temporadas e brilhou na zaga da equipe.

Ele teve ainda uma breve passagem pelo Banfield, antes de jogar no Santos, onde tornou-se ídolo e brilhou junto com Pelé no time que dominou o futebol mundial na década de 1960.

No Santos ele conquistou sete títulos, entre eles quatro edições do Campeonato Paulista. Delgado tinha grande amizade com Pelé, que é padrinho de uma de suas filhas.

Ramos Delgado disputou 25 partidas na seleção argentina e participou das Copas do Mundo de 1958 e 1962.

Após se aposentar, aos 39 anos, em 1974, na Portuguesa Santista, ele atuou como técnico no Brasil e na Argentina, mas sem repetir seu sucesso como jogador.

(Por Javier Leira)

Mais conteúdo sobre:
FUTMORREDELGADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.