Divulgação/ Santos FC
Divulgação/ Santos FC

Morre Rildo, lateral-esquerdo de Botafogo e Santos nos anos 1960, em Los Angeles, EUA

Ex-jogador também defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra, ao lado de Pelé

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2021 | 10h53

Rildo Costa Menezes, lateral do Santos, morreu aos 79 anos neste domingo, em Los Angeles, nos Estados Unidos, cidade onde residia desde 1977. O ex-jogador teve passagem de destaque pela equipe da Vila Belmiro entre 1967 e 1972. Jogou ao lado de Pelé. Em 1966, quando atuava pelo Botafogo, disputou a Copa do Mundo da Inglaterra pela seleção brasileira.

Rildo iniciou sua carreira no Sport do Recife, onde ficou até se transferir para o Botafogo, em 1961. No Rio, jogou ao lado de vários craques como Garrincha, Nilton Santos, Zagallo, Didi e Amarildo. Companhia de craques não faltou na carreira de Rildo. Quando chegou ao Santos, em 1967, jogou conheceu e se enturmou com jogadores de respeito no clube, além de Pelé, com Pepe, CoutinhoClodoaldo.

Pelo Botafogo, Rildo conquistou os Campeonatos Cariocas de 1961 e 1962 e as Copas Rio-São Paulo de 1962 e 1966. O Rio-Sao Paulo era uma disputa acirrada entre os Estados mais rivais do futebol brasileiro. Pela equipe alvinegra da Baixada Santista, Rildo foi tricampeão paulista (1967, 1968 e 1969), além de vencer o Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1968, que era como o Campeonato Brasileiro era chamado. No mesmo ano, ele também conquistou a Recopa Intercontinental e a Supercopa Sul-Americana.

Depois de deixar o Santos, Rildo passou pelo futebol potiguar e brasiliense e seguiu carreira nos Estados Unidos. Jogou por New York Cosmos, Los Angeles Aztec e California Sunshine. Também treinou equipes em território americano: California Emperors, Los Angeles Salsa e San Fernando Valley. O Santos usou suas redes sociais para lamentar a morte de Rildo. O clube alvinegro decretou luto oficial de sete dias. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.