PMERJ/Divulgação
PMERJ/Divulgação

Morre torcedor baleado em briga de vascaínos e flamenguistas em São Gonçalo

Carlos Afonso de Oliveira Leite, de 24 anos, não resiste após ter recebido tiro na cabeça em confronto no último sábado

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2017 | 19h02

Um dos torcedores baleados no último sábado durante tumulto entre vascaínos e flamenguistas, em São Gonçalo, na Grande Rio, morreu na manhã de terça-feira. A informação foi confirmada nesta quarta pela Secretaria Estadual de Saúde. Outra vítima de disparo segue internada e uma terceira recebeu alta ainda no sábado.

+ Tribunal de Justiça do Rio nega habeas corpus e vascaínos permanecem presos

A vítima fatal é Carlos Afonso de Oliveira Leite, de 24 anos, que havia sido baleado na cabeça e estava internado no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói. O aposentado José da Penha Alves de Amorim, também atingido, permanece internado e apresenta estado de saúde estável. Monique Costa de Jesus, por sua vez, recebeu alta hospitalar. Os dois não tinham qualquer ligação com a briga.

Até o momento, ninguém foi preso pela confusão ocorrida em São Gonçalo, e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói.

Ainda no sábado, 77 integrantes da organizada Força Jovem do Vasco foram detidos quando se reuniam na sede da torcida, em São Cristóvão, bairro onde fica a sede do clube. Eles foram acusados de desobediência de uma ordem judicial que proíbe a reunião de integrantes das organizadas em dias de jogo num raio de cinco quilômetros do Maracanã. Seis deles eram menores e foram encaminhados à Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, enquanto dois foram liberados. Os 69 restantes continuam presos.

Mais conteúdo sobre:
Vasco Flamengo Rio de Janeiro [cidade RJ]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.