Morte do Capita passa praticamente despercebida na seleção atual

Gabriel Jesus é o único a se manifestar diretamente sobre o ex-jogador

Felipe Vilhena, Especial para O Estado de S. Paulo

26 Outubro 2016 | 21h51

Dos 24 jogadores convocados pelo técnico Tite para os próximos jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias, apenas Gabriel Jesus lamentou publicamente a morte de Carlos Alberto Torres. 

O atacante do Palmeiras usou a rede social Instagram para prestar uma homenagem ao eterno Capita. Com uma foto dele erguendo a Jules Rimet após a vitória sobre a Itália por 4 a 1, na final da Copa do Mundo de 1970, no México, ele deixou uma mensagem carinhosa. "O futebol perde uma grande pessoa, mas ganha uma lenda eterna", escreveu Gabriel Jesus, que ainda completou prestando seus "sinceros sentimentos a todos os familiares". 

 

O futebol perde uma grande pessoa , mas ganha uma lenda eterna. Meus sinceros sentimentos a todos os familiares!

Uma foto publicada por Gabriel Jesus Oficial (@dejesusoficial) em

Em quatro jogos pela seleção, Gabriel Jesus marcou quatro gols (dois contra o Equador e um contra Bolívia e Venezuela) e se firmou como titular de Tite.

Até o começo da noite desta quarta-feira, a reportagem do Estado monitorou os perfis em redes sociais dos 24 jogadores convocados para os jogos do Brasil contra a Argentina, dia 10 de novembro, no Mineirão, e contra o Peru, em Lima, seis dias depois. Os meias Giuliano e Paulinho têm conta privada no Instagram, o que impede que usuários que não os seguem possam ver suas publicações. Apesar de solicitados os acessos, não foram concedidos até o fechamento desta edição.

Além de Gabriel Jesus, o único atleta que estará no grupo chamado por Tite e que lembrou do ex-jogador foi o zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo. Contudo, ele limitou-se a republicar em seu perfil no Twitter duas mensagens, uma do volante Hudson, seu companheiro na equipe do Morumbi, e outra do jornal espanhol El Periódico, que traz um vídeo com o quarto gol da seleção na decisão de 70, marcado por Carlos Alberto e considerado um dos mais bonitos da história do futebol, pela construção de toda a jogada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.