Morte de Didi comove mundo do futebol

A morte de Didi comoveu o mundo do futebol. Muitos dos jogadores que atuaram com ele na seleção brasileira e nos clubes falaram com carinho do companheiro de tantas glórias. Bellini, que disputou duas Copas do Mundo ao lado do meia (1958 e 1962) lamentou a morte de Didi. "Todo mundo sabe que ele foi um dos maiores jogadores da nossa história, mas também era uma grande pessoa, sempre alegre e companheiro, seja nos bons ou nos maus momentos", lembra.Bellini afirmou que a notícia só não causou maior impacto porque ele já sabia do estado precário de saúde de Didi. "Ele era uma figura muito querida no futebol, muito prestativo, um grande companheiro sem dúvida." Vavá disse ser tarefa complicada definir seu ex-companheiro de seleção. "É difícil catalogar um jogador da importância dele para o futebol brasileiro", desabafou. O jogador, foi um dos que mais ficou emocionadoAdhemir da Guia, ex-meia do Palmeiras, disse que teve oportunidade de jogar apenas duas partidas contra Didi. "Mas lembro da minha infância no Rio, quando ele era um dos ídolos do Botafogo ao lado de Garrincha", conta. "Não tive oportunidade de conhecê-lo pessoalmente, mas sem dúvida foi um dos grandes jogadores da história do futebol brasileiro."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.