Washington Alves/LightPress/Cruzeiro
Washington Alves/LightPress/Cruzeiro

Motivado, Alisson sonha com gol em clássico contra o Atlético-MG

Atleta de 23 anos vive expectativa de ser titular

O Estado de S.Paulo

29 de março de 2017 | 15h06

Marcar gol num grande rival é o objetivo de qualquer jogador de futebol. Com o meia-atacante Alisson, do Cruzeiro, a história não é diferente. O atleta de 23 anos vive a expectativa de ser escolhido pelo técnico Mano Menezes para ser titular no duelo contra o Atlético-MG, no próximo sábado, às 16 horas, no Mineirão, válido pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro.

"Fazer o gol no clássico é sempre gostoso. Já tive o privilégio de fazer vários. Espero entrar concentrado e, se tiver a oportunidade, quero fazer um gol e ficar marcado na história do Clube", declarou o meia-atacante, revelado nas categorias de base do clube.

Alisson é um dos atletas que mais aturaram pelo time mineiro neste ano. Nas 17 partidas disputadas pela equipe em 2017, ele esteve presente em 15. Está atrás apenas do goleiro Rafael, que jogou 16 partidas até agora na temporada.

O jogador entende que o Cruzeiro tem tudo para repetir a vitória no primeiro encontro do ano entre as equipes - 1 a 0, com gol de Arrascaeta -, em disputa válida pela Copa da Primeira Liga.

"Acho que clássico é um jogo que todo jogador gosta de jogar. Tivemos a oportunidade de jogar contra eles este ano e fizemos um grande jogo. Vamos ver o que o Mano vai pedir. Eles têm um time de muita qualidade, mas o Cruzeiro tem condições de chegar e repetir o primeiro jogo do ano", completou Alisson.

A partida do próximo fim de semana também vai marcar o início de uma maratona de jogos decisivos no mês de abril para o Cruzeiro. Além do clássico e das semifinais do Estadual, o time terá pela frente o Nacional, do Paraguai, pela Copa Sul-Americana, e o São Paulo, pela quarta fase da Copa do Brasil.

MAIORIA CRUZEIRENSE

O clássico entre os dois principais clubes de Minas Gerais terá nas arquibancadas maioria de torcedores cruzeirenses e restrições aos atleticanos. A decisão foi tomada em reunião, na terça-feira, na sede da Federação Mineira de Futebol. A carga de ingressos será de 57 mil, sendo 90% destinados aos cruzeirenses.

Os torcedores do Atlético, além de estar em menor número, não poderão entrar com instrumentos e bandeiras do time alvinegro. A entrada do mascote do clube no gramado - o Galo Doido - também foi barrada.

O Cruzeiro é o segundo colocado da primeira fase do Campeonato Mineiro, com 21 pontos ganhos, seis atrás do rival Atlético, único time com 100% de aproveitamento até agora no Estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.