Motivado, Paulista espera por Botafogo

O Paulista não vencia há um ano fora das dependências do estádio Jaime Cintra. Mas esse tabu foi quebrado no final de semana contra o Ituano, em Itu, depois da vitória por 4 a 2, pelo Campeonato Paulista. E nesse clima de motivação, o time de Jundiaí enfrenta o Botafogo nesta quarta-feira, em casa, a partir das 21h45, mas desta vez pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil.Devido ao resultado positivo contra o Ituano, o técnico Vágner Mancini está cheio de dúvidas para escalar seu time e portanto resolveu adotar o mistério. "Quero analisar melhor o Botafogo e as possibilidades que tenho, antes de definir algo", despista. Ele não sabe se continua com três volantes ou se volta a escalar dois meias de armação. Diante do Ituano o meio-campo foi formado com três jogadores de marcação: Fábio Gomes, Amaral e Cristhian. "Tivemos um belo desempenho, mas ainda não é certo que vamos atuar com três volantes", completou.A opção por três volantes é a mais provável e caso isso aconteça, ele vai ter que escolher entre Léo e Jéfferson para atuar no ataque ao lado do meia Márcio Mossoró. Nesta disputa, Léo larga na frente, depois das belas atuações contra São Paulo e Ituano, pelo Estadual. Caberá a Ricardinho a responsabilidade de armação.O adversário não traz boas recordações aos jundiaienses. A última vez que se enfrentaram, no Torneio Rio-São Paulo de 2002, o time do interior paulista foi humilhado pelos cariocas. Na ocasião, o Botafogo goleou por 5 a 1, em Niterói. O técnico Vágner Mancini, na época jogador, participou da partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.