Motta diz que não treinou pelo Barça por falta de confiança

O brasileiro Thiago Motta, volante do Barcelona, revelou nesta quarta-feira que decidiu faltar a um treino da equipe na semana passada porque havia perdido a confiança em seu futebol.O jogador, de 24 anos, não compareceu aos trabalhos da última quinta, quando a equipe se preparava para o clássico contra o Real Madrid. Informado do problema, o técnico Frank Rijkaard decidiu dar alguns dias de folga para o brasileiro melhorar o seu ânimo."Muitas pessoas ficam tristes", disse Motta, de acordo com a imprensa espanhola, um dia após ter voltado aos treinos da equipe. "Foi um momento de fraqueza e gostaria de pedir desculpas à torcida, aos meus colegas de equipe e ao técnico."Motta desmentiu estar em depressão. "Não era tão sério assim, mas as coisas não saíam bem. Eu não estava gostando de jogar, não estava me sentindo bem e não sabia o que fazer. No final, tomei a pior de todas as decisões, que foi faltar ao treino."Titular em apenas cinco jogos do Campeonato Espanhol nesta temporada, Motta recebeu muitas críticas por sua atuação na derrota por 2 a 1 para o Liverpool, no Camp Nou, pela Liga dos Campeões. "Cheguei num ponto onde achei que não era mais capaz".O volante, que foi revelado pelas divisões de base do time espanhol há cinco anos, pediu paciência da torcida e disse que pretende superar o problema e permanecer no clube. "Eu quero mudar, então poderei ficar aqui por muitos anos. Quero mostrar que sou capaz de jogar no Barcelona."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.