Mouche nega disputa entre estrangeiros e brasileiros na equipe

Atacante argentino assegura que relacionamento entre os jogadores é muito bom e boatos surgem por causa da má fase do time

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2014 | 13h46

O Palmeiras é o time brasileiro com mais estrangeiros em seu elenco. No total, são oito. E mesmo com tantos jogadores de fora do País, a situação da equipe é bem delicada no Campeonato Brasileiro e por isso, começam a surgir histórias de que exista uma disputa interna entre brasileiros e estrangeiros na equipe. O argentino Mouche nega que exista qualquer disputa de nacionalidade.

"Eu estou acostumado com esses temas. No Boca era assim, também. Sempre que uma equipe grande entra nessa situação, falam coisas que não procede. Eu fui muito bem recebido por todos meus companheiros e cada estrangeiro que chegou, foi chegando aos poucos e se sentindo entrosado com a equipe rapidamente", disse o atacante.

O jogador, único indicado pelo técnico Ricardo Gareca que não trabalhou anteriormente com o treinador, admitiu que ainda está em um período de adaptação ao futebol brasileiro e que a volta das vitórias poderia ajudar em sua melhora mais rapidamente.

"Creio que temos de estar tranquilos. É um processo de adaptação. Se o resultado fosse positivo, seria mais fácil. Mas temos que continuar trabalhando forte para sair dessa situação", avisou o atacante, que mais uma vez será titular ao lado de Henrique, na partida contra o Sport, quarta-feira, às 19h30, na Arena Pernambuco.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolRicardo Gareca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.