Mourinho admite saída do Real Madrid: 'Quero estar onde me queiram'

Pressão sobre o técnico aumentou após eliminação nas semifinais da Copa dos Campeões

AE, Agência Estado

30 de abril de 2013 | 19h24

MADRI - Mal o árbitro apitou o fim do confronto diante do

Mesmo sem querer dar pistas, o tom de despedida no discurso de Mourinho ficou evidente. "Não é importante se eu sigo ou não, mas sim que o Real Madrid siga, alcance as finais. A equipe recuperou a credibilidade com três semifinais seguidas, mas o Real não vive de ''quase'' e eu também não. Foram três temporadas economicamente fantásticas para o clube e do ponto de vista do prestígio também. Mas tem que ganhar a competição e vai ganhar. Quando? Não sei. Se não for comigo, dá na mesma. Tem que ganhar, comigo ou sem mim."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.