Mourinho causa primeira polêmica na Itália

O técnico da Inter de Milão, JoséMourinho, foi acusado de falar demais pelo presidente doCatania, rival da Série A italiana, nesta terça-feira, depoisde uma impressionante troca de insultos entre ambos. Mourinho, conhecido por seus comentários incendiáriosdurante o período que foi técnico do Chelsea, começou aconfusão no sábado, quando disse que seu time merecia terderrotado o Catania por 5 x 1, apesar de só conseguir umavitória de 2 x 1, graças a dois gols contra. Pietro Lo Monaco, presidente do Catania, reagiu dizendo queMourinho havia insultado toda a cidade siciliana, acrescentandoque ele corria o risco de "ter os dentes arrebentados." Lo Monaco rapidamente se desculpou pelo comentário, dizendoque era um ditado siciliano e que não é defensor da violência. O divertido Mourinho brincou em resposta, dizendo terouvido falar do Grande Prêmio de Mônaco mas não do dirigente doCatania, a quem acusou de usar o nome como publicidadegratuita. Na terça-feira, Lo Monaco teve a rara atitude de divulgarum comunicado no site oficial do Catania denunciando o técnicoportuguês. "A Inter, e digo isso com plena convicção, tem a equipemais forte da Europa. É uma pena que tenham demonstrado ter otécnico mais falador do continente", dizia o extensocomunicado. Mourinho vinha se contendo em seus comentários públicosdesde que chegou à Inter em junho, enquanto se acostumava àimprensa italiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.