Ronny Hartmann/AFP
Ronny Hartmann/AFP

Mourinho critica decisão favorável ao Manchester City: 'Um desastre, uma vergonhosa'

Técnico do Tottenham faz duras críticas após rival escapar de pena por não cumprir o Fair-Play Financeiro

Redação, Estadão Conteúdo

14 de julho de 2020 | 14h02

O Manchester City conseguiu na segunda-feira uma grande vitória nos tribunais depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), principal jurisdição do mundo esportivo, decidiu anular, após o julgamento da apelação feita pelo clube inglês, a punição de dois anos sem participação em competições europeias dada pela Uefa por não cumprir o Fair-Play Financeiro. Quem não ficou contente com isso e fez críticas foi o técnico português José Mourinho, do Tottenham.

"É uma decisão vergonhosa. Um desastre. Se você não é culpado, não deve ser multado. Se você é culpado, aplicar uma multa também é uma vergonha, você deveria ser banido da competição", afirmou o treinador.

Com a decisão da Corte Arbitral, o time comandado pelo técnico espanhol Pep Guardiola confirmou a vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa garantida em campo no último sábado. E ainda teve uma multa de 30 milhões de euros (quase R$ 181 milhões) reduzida para 10 milhões (R$ 60,3 milhões), já que a CAS considerou que o time inglês não colaborou com as investigações da Uefa, que alegou que o Manchester City disfarçou como patrocínio parte dos investimentos dos donos do clube entre 2012 e 2016.

No Campeonato Inglês, o Manchester City, em segundo lugar, tem uma vantagem de 14 pontos sobre o quinto colocado Manchester United. Já o Tottenham está em oitavo lugar com 52 pontos, sete a menos que o United na briga por uma vaga na próxima edição da Liga Europa. Se o City fosse punido, o clube de Mourinho teria mais chances de classificação à competição europeia.

"Não sei se o Manchester City é culpado ou não. Mas, de qualquer forma, é uma vergonha, é um desastre", completou o treinador português.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.