Luca Piergiovanni/EFE - 14/09/2010
Luca Piergiovanni/EFE - 14/09/2010

Mourinho diz depender do Real para assumir Portugal

Técnico foi convidado para comandar seleção portuguesa nos amistosos contra Dinamarca e Islândia

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2010 | 10h25

José Mourinho disse nesta sexta-feira que uma decisão sobre a possibilidade de assumir temporariamente o comando da seleção portuguesa, para dois jogos das Eliminatórias da Eurocopa, será do Real Madrid. O treinador se reuniu com Gilberto Madail, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, na quinta-feira para discutir o assunto e deixou claro que qualquer acordo teria que ser discutido entre o clube espanhol e a entidade. "Não posso dizer sim para a seleção nacional, porque eu dependo do Real Madrid", disse Mourinho. "Mas eu não posso obviamente dizer não, porque eu quero que Portugal vença".

Portugal somou apenas um ponto nos seus dois primeiros jogos nas Eliminatórias da Eurocopa. A seleção jogará com Dinamarca e Islândia em outubro e permanece sem treinador após a demissão de Carlos Queiroz. O Real Madrid ainda não fez nenhum comentário sobre a proposta.

Mourinho disse que Portugal precisa de um treinador a longo prazo. "Minha ajuda seria limitada. A situação ideal seria dirigir a equipe com dedicação integral", disse Mourinho. "Eu não vou dizer não, mas eu sou treinador do Real Madrid e tenho um contrato para os próximos quatro anos".

O Real Madrid contratou Mourinho logo após o treinador português faturar o título da Liga dos Campeões da Europa pela Inter de Milão, em maio. Ele é um dos três treinadores que já venceu a principal competição europeia com dois clubes diferentes, já que também foi campeão com o Porto em 2004. "Real Madrid tem todo o direito, todo o direito de colocar um obstáculo", disse o ex-treinador do Chelsea.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.