Mourinho se diz insatisfeito com vitória da Inter

A Internazionale de Milão saiu na frente nesta quarta-feira no duelo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. Em casa, a equipe italiana venceu o CSKA Moscou por 1 a 0. O resultado, porém, não foi suficiente para deixar o técnico José Mourinho satisfeito. Para o comandante português, a vitória poderia ter sido mais elástica, garantindo uma vantagem maior para o jogo da volta.

AE-AP, Agência Estado

31 de março de 2010 | 19h40

"Se você me dissesse antes do jogo que venceríamos por 1 a 0, eu ficaria satisfeito. Mas, para ser honesto, agora eu não estou", afirmou Mourinho após o triunfo em Milão, conquistado com um gol do argentino Milito, aos 20 minutos do segundo tempo. "Com essa atuação nós deveríamos ter marcado muito mais gols", completou o técnico.

Apesar de o time russo ter grande responsabilidade em segurar a vitória magra da Inter, Mourinho disse que já esperava o rival retrancado. "O que aconteceu no primeiro tempo foi o que eu esperava. O CSKA foi um adversário organizado e fechado", comentou. "Acho que no segundo tempo nós tocamos a bola mais rápido e abrimos espaços."

Para o confronto da volta, na próxima terça-feira, em Moscou, Mourinho demonstrou preocupação sobre o fato de o Estádio Luzhniki, local da partida, ter grama sintética. "Nós não temos tempo algum para treinar num piso sintético", reclamou o técnico da Inter, que já volta a campo neste sábado, contra o Bologna, para defender a liderança do Campeonato Italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.