Suzanne Plunkett/Reuters
Suzanne Plunkett/Reuters

Mourinho vibra com primeira conquista na volta ao Chelsea

'Me sinto uma criança, mesmo com 52 anos de idade', comemora

Estadão Conteúdo

01 Março 2015 | 19h09

José Mourinho comemorou neste domingo seu primeiro título desde que voltou ao Chelsea, em junho de 2013. Na coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Tottenham na decisão da Copa da Liga Inglesa, o treinador brincou com o sentimento de alegria: "Me sinto uma criança, mesmo com 52 anos de idade."

"É um título muito importante para mim. Tenho o mesmo sentimento de alegria da minha primeira final há não sei quantos anos", comentou o técnico do time inglês, que perdeu a conta de suas conquistas.

Somente no Chelsea, em sua primeira passagem, entre 2004 e 2007, o português faturou duas vezes o Campeonato Inglês (na temporada 2004/2005 e 2005/2006), uma vez a Copa da Liga Inglesa (2006/2007). "Para o clube é mais uma Copa. Mas é o primeiro título de um novo time."

No currículo, ele ainda carrega dois títulos da Liga dos Campeões (por Porto e Inter de Milão), dois Campeonatos Italianos (por Inter de Milão) e uma taça do Campeonato Espanhol (pelo Real Madrid).

FESTA BRASILEIRA

Titular na conquista do Chelsea, o volante Ramires também destacou neste domingo seu quarto título pelo time inglês. "Esse título teve um sabor ainda mais especial por ser a minha primeira conquista de Copa da Liga Inglesa. Me sinto realizado pelo meu histórico, mas ainda quero muito mais", comemorou.

Contratado em 2010, o volante brasileiro já havia faturado a Liga dos Campeões e a Copa da Inglaterra na temporada 2011/2012 e a Liga Europa (2012/2013). "Vamos comemorar hoje e amanhã começar a voltar o foco para o Campeonato Inglês. Com o título de hoje, essa é a única conquista que me falta com a camisa do Chelsea na Inglaterra e quero demais realizar mais esse feito", finalizou.

O Chelsea voltará a campo na próxima quarta-feira, quando enfrentará o West Ham, pela competição nacional. O time de Ramires é o líder do Inglês com 60 pontos, cinco à frente do Manchester City e com um jogo a menos do que o adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.