Sérgio Castro/AE
Sérgio Castro/AE

Mozart diz que Luxemburgo pesou para retorno ao Brasil

Novo reforço do Palmeiras trabalhou com o treinador em 2000, quando defendeu a seleção brasileira olímpica

Agencia Estado

24 de abril de 2009 | 14h25

Novo reforço do Palmeiras, o volante Mozart afirmou que a presença de Vanderlei Luxemburgo no clube pesou para que ele optasse por fechar com o clube do Palestra Itália. O meio-campista trabalhou com o treinador em 2000, quando defendeu a seleção brasileira olímpica, que fracassou nos Jogos de Sydney.

Veja também:

linkPalmeiras contrata novo volante: Mozart, ex-Spartak Moscou

tabela Copa Libertadores - Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Era uma vontade atuar em São Paulo e num clube como o Palmeiras. E também o fato do Vanderlei [Luxemburgo] estar aqui. Trabalhamos juntos na seleção brasileira, em 2000, quando conquistamos o Torneio Pré-Olímpico. Foi um período muito legal da minha vida que espero reeditar com ele aqui", disse.

Mozart, que assinou contrato com o Palmeiras até o final de 2010, garantiu que sua meta será a conquista de títulos pelo clube. "Como todo clube grande, que possui uma história cheia de glórias, quero ganhar títulos e ser campeão. Não dá para não pensar em outra coisa. Quero escrever minha página na vida do clube, e isso não vai acontecer só jogando. É necessário sempre mais, como títulos e conquistas", afirmou.

Atualizado às 15h09 para correção de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.